A importância dos sites institucionais

Embora as redes sociais tenham criado um novo ambiente de divulgação dos negócios, o site institucional continua sendo a porta de entrada das empresas na internet. É lá que os empreendedores têm espaço para divulgar os serviços, os objetivos profissionais e demonstrar seus conhecimentos sobre o setor em que atuam. Um site bem estruturado, otimizado, responsivo e, acima de tudo, útil certamente traz mais credibilidade à organização.

O site institucional não é somente um canal publicitário, mas uma ferramenta de conexão com os clientes. Ele é o rosto do seu negócio e representa sua marca no meio virtual, facilitando o convencimento do cliente pelo seu produto ou serviço.

É preciso ter em mente quatro coisas na hora de planejar a criação de um site: clareza, sinceridade, facilidade de acesso e precisão. É fundamental ser claro nas informações e trabalhar com a maior honestidade possível, sem enganar o cliente. No site, devem constar todos os serviços ofertados pela empresa, para que o consumidor saiba exatamente com quem está falando. Ser responsivo é obrigação atualmente, pois a maioria dos usuários da rede acessa por smartphones e tablets. Sites pesados, cheios de objetos ou imagens que poluem a tela acabam sendo preteridos.

PS: Não adianta investir em aplicativos se estes também forem pesados. Os usuários possuem cada vez menos espaço nos dispositivos para armazenar dados devido ao volume de informações ofertadas pelo mercado. Aliás, o Brasil é líder no ranking dos países que mais desinstalam aplicativos. Leia mais aqui.

O layout precisa ser simples, o que não significa simplório. Ele deve representar o seu negócio, seja na aplicação de cores, fontes ou até mesmo de animações. A Stampa conta com designers que certamente trabalharão o melhor da sua empresa no site institucional, valorizando o negócio sem perder a essência.

Já os textos devem ser sucintos e precisos, já que é comprovado que os brasileiros têm um índice de interesse baixo pela leitura, tendo como média apenas 5 livros lidos por ano. (Você pode ler mais sobre isso aqui). Portanto, é preciso ser breve e direto. Sem rodeios. Dessa forma, conquistará o leitor, fidelizando-o.

Dicas simples: a primeira e mais importante é procurar por profissionais para criar um site para a sua empresa, a fim de que não haja perda de tempo nem dinheiro. A segunda é ser o mais sincero possível sobre o seu negócio. E a terceira é investir na otimização da página, para que seja responsiva, leve, de fácil leitura e acesso.

Ficou interessado em colocar a sua marca na internet? Entre em contato com a Stampa e converse com a equipe sobre como impulsionar a sua imagem na web.

Anúncios

Landing pages: como fazer o cliente chegar até onde você quer

Anúncios em redes sociais ou em buscadores devem direcionar os clientes para locais definidos pela empresa. As páginas de destino, cadastradas para receber os consumidores quando eles clicam nas propagandas, são chamadas de landing pages. Elas são específicas para determinado produto ou serviço e possuem alta taxa de conversão.

O objetivo das landing pages é conquistar o cliente que não está disposto a perder tempo com pesquisas dentro do site. Ele será direcionado exatamente para onde o anúncio indica. Para criar uma página de sucesso é preciso observar um ponto-chave: simplicidade. O layout agradável, clean e com linguagem clara irá facilitar o processo de compra ou contato com a empresa.

Em entrevista para a revista W, Marcelo Cruz, consultor da WSI Consultoria, afirma que é fundamental entregar a informação mastigada para não dar ao cliente o benefício da dúvida. Diante do imediatismo atual, as empresas possuem pouquíssimo tempo para conquistar o consumidor, pois há uma gama de possibilidades a apenas um clique. A compra ou contato com a empresa precisam ser fáceis, sem rodeios.

Confira alguns dados da pesquisa* realizada pela Infobase, uma das 50 maiores integradoras de tecnologia da informação do Brasil, para criar uma landing page:

  • 92% das landing pages utilizam informações sobre a empresa no centro superior.
  • 86% mantêm um texto com dados sobre o produto no centro, mais à esquerda.
  • 58% apresentam imagens das equipes e sedes.
  • 59% disponibilizam telefone.
  • 46% mantêm seus formulários sob os botões de call to action.
  • 38% contam com call to action na parte superior direita.
  • 12% compõem a parte inferior da página com premiações e certificados.
  • 19% revelam depoimentos.
  • 25% têm palavras-chaves nas URLs.
  • 85% utilizam os nomes das empresas nas URLs.

*extraída da revista W.

Exemplos de landing pages:

Este slideshow necessita de JavaScript.

4 ferramentas para criar sua landing page:

  • Lead Pages: a ferramenta permite a criação e edição sem o uso de programação. Possui diversos templates e layout adaptável para mobile. Investimento: Standard: US$ 25/mês; Pro: US$ 49/mês; e Advanced: US$ 199/mês.
  • Hubspot: possui, além da plataforma de criação, um sistema que pode ser integrado à estratégia de conteúdo da marca. Além disso, disponibiliza material educativo sobre conteúdo digital. Investimento: Basic: US$ 200/mês; Pro: US$ 800/mês; e Enterprise: US$ 2,400/mês.
  • Unbounce: oferece uma grande variedade de templates e a funcionalidade de testes A/B para medir a conversão das páginas. É um dos serviços mais usados no mundo. Investimento: Starter: US$ 49/mês; Pro 99: US$ 99/mês; Pro 199: US$ 199/mês; e Pro 499+: US$ 499/mês.
  • OptimizePress: a assinatura envolve uma variedade de ferramentas para o site WordPress. É possível criar blogs, webnars e relatórios. Investimento: depende do componente escolhido.

E-books: formatos para atrair o leitor digital

A evolução do mundo digital nos permitiu avançar na produção de conteúdo. Há muitos formatos disponíveis, e precisamos identificar o melhor para determinado público e assunto.

Para escolhermos a melhor forma de divulgar um tema, primeiramente devemos entender o público que se quer atingir: ele é mais adepto do impresso ou do digital? Se for do impresso, avalie a possibilidade de produzir informativos, revistas, jornais, encartes ou folders. E, se for do digital, pense em postagens nas redes sociais, newsletters, portais, blogs ou e-books.

Os e-books – como o próprio nome diz – são livros eletrônicos que se adaptam facilmente à tecnologia escolhida pelo leitor – softwares (ex: Adobe Reader) ou dispositivos específicos (ex: Kindle). Podem ser produzidas publicações de diversos tipos, literárias ou informativas, alternando textos com fotos, gráficos e links para vídeos, animações ou galerias de fotografias.

Entre os principais formatos estão o ePub, o PDF e o Mobi.

  • ePub: se adapta e se rediagrama de acordo com o tamanho da tela do tablet. O arquivo não perde a formatação nem separa de forma incorreta as sílabas. Empresas como Apple e a Amazon só aceitam esse tipo de arquivo para comercialização. Se o objetivo é vender para dispositivos móveis menores, como smartphones, o ePub também é uma ótima opção devido à maleabilidade do conteúdo.
  • PDF: o formato PDF é padrão para a distribuição segura de documentos eletrônicos. Qualquer pessoa pode visualizar e imprimir, contudo, não existe a possibilidade de alteração. O formato se adapta a várias plataformas e abre gratuitamente pelo Adobe Reader.
  • Mobi: o mobi é o formato exclusivo da Amazon, desenvolvido para ser lido no Kindle, no navegador Kindle Cloud Reader e em aplicativos, que podem ser instalados em computadores ou dispositivos móveis.

img_0117Experiência comprovada

A equipe da Stampa trabalha com a produção de e-books há bastante tempo, desenvolvendo e aplicando as melhores técnicas para atender as demandas dos clientes e proporcionar mais conforto aos leitores. Na produção, atua com o formato ePub para clientes como Sescoop-RS e Editora Atheneu.

Nova ferramenta do Facebook transformará fotos em obras de arte

O Facebook testa na Irlanda uma nova ferramenta para as fotos publicadas na rede social. O Style Transfer irá analisar as imagens e aplicar efeitos para transformá-las em verdadeiras obras de arte.

Já existe um aplicativo capaz de fazer isso, o Prisma. Ele, porém, demora algum tempo para processar a imagem e modificá-la. No Facebook, parte do processamento será nos servidores da plataforma, o que torna a ação mais rápida. Ainda não foi divulgada uma data para o serviço ser disponibilizado no Brasil.

Confira o vídeo publicado pela rede social sobre a novidade.

Storytelling: você sabe contar uma boa história?

As boas histórias têm o poder de conquistar a atenção do público, emocionando e envolvendo leitores e espectadores. O storytelling é uma das formas mais eficazes de dar visibilidade à marca e deve ser incorporada nas estratégias de comunicação das empresas como uma ferramenta para atrair clientes.

Separamos cinco dicas para criar uma narrativa inesquecível e chamar a atenção do público alvo:

Analise o que você quer transmitir e enquadre a mensagem que você quer passar dentro de uma narrativa. O público irá se interessar se o assunto for relevante e informativo, não apenas uma propaganda.

Utilize conteúdo multimídia: fotos, vídeos, infográficos, desenhos e animações. Invista no conteúdo visual para atrair os olhos do leitor.

Selecione o tipo de narrativa que você quer contar: herói (uma pessoa normal que se vê no meio de uma aventura e supera os desafios), semelhança (mostrar que a marca entende seus dramas diários), superação (com a marca, você conseguiu ultrapassar as barreiras que impediam seu progresso) etc.

Crie um personagem. Toda a história precisa ter um protagonista, alguém com quem o público se identifique. Um exemplo é o Justino, personagem criado para uma campanha da Loteria Nacional da Espanha. Ele ganhou muitos corações com a história de um senhor que na solidão do seu trabalho como vigia de uma fábrica de manequins descobre formas de ser feliz, interagindo com seus colegas de trabalho por meio dos bonecos. Confira o vídeo.

loteria_madrid_2

Seja sincero, honesto e verdadeiro na sua história. Você precisa incorporar uma ideia válida na narrativa e não apenas criar a campanha para se tornar um viral. No final da história, as pessoas irão associar sua marca ao personagem.

Confira alguns exemplos de storytelling e se inspire!

Dove: retratos da real beleza – algumas mulheres foram convidadas para entrar em uma sala onde havia um desenhista. Ele perguntava questões sobre a aparência delas e elas respondiam com o que achavam. Com base no relato, ele montava um retrato falado. Em seguida, outra pessoa entrava na sala e descrevia a mesma pessoa. Ao final, o resultado era surpreendente.

dove-retratos-da-real-beleza02

Harley Davidson – quem compra a marca não quer somente uma moto, mas todo o estilo de vida. A campanha mostra “a família” a qual o consumidor passaria a fazer parte ao adquirir o veículo. Diversos motoqueiros seguiram o rapaz pela estrada, como se ele fizesse parte de um grupo.

maxresdefault.jpg

Coca Cola: compartilhe uma Coca – ver os nossos nomes ou daqueles que gostamos escritos na lata do produto ativa rapidamente a memória. O consumidor passa a comprar apenas para guardar a lata com seu nome ou para presentear um amigo. A mensagem final é “sentimento de compartilhar”, que é mais importante do que o item em si.

pack_mainline_share_a_coke_01__1_-549612.png

Quando publicar nas redes sociais

As redes sociais evoluíram e, com elas, o modo de ficar informado sobre todos os assuntos. A pesquisa “Digital Future Focus Brazil 2015” apontou que os brasileiros gastam 650 horas por mês no mundo virtual, tornando o país líder global no quesito tempo gasto por visita nas redes.

Entre as plataformas mais acessadas estão Facebook, Instagram e Twitter. Você já deve conhecê-las, mas realmente sabe qual é o melhor momento de utilizá-las?

Confira os horários de maior acesso nas três redes:

Facebook

Segunda-feira: 11h às 12h e das 15h às 18h
Terça-feira: 11h às 12h e das 15h às 18h
Quarta-feira: 11h às 13h e das 15h às 19h
Quinta-feira: 11h às 13h e das 14h às 19h
Sexta-feira: 11h às 12h e das 14h às 18h
Sábado: 11h às 15h
Domingo: 20h às 21

Twitter

Segunda-feira: 21h às 0h
Terça-feira: 21h às 0h
Quarta-feira: 21h às 0h
Quinta-feira: 21h às 0h
Sexta-feira: 22h às 0h
Sábado: 21h às 0h
Domingo: 18h às 19h e das 23h às 0h

Instagram

Segunda-feira: 12h às 13h e das 20h às 22h
Terça-feira: 12h às 13h e das 20h às 22h
Quarta-feira: 12h às 13h e das 18h às 22h
Quinta-feira: 11h às 14h e das 20h às 22h
Sexta-feira: 11h às 14h e das 18hh às 21h
Sábado: 11h às 14h
Domingo: 12h às 16h

*Dados extraídos do Sprinklr.

Aplicativo Polarr reúne ferramentas e filtros para edição de fotos

A edição de fotos em smartphones ou tablets se tornou mais fácil com o surgimento do Polarr, um aplicativo gratuito que resume boa parte das funcionalidades encontradas em softwares de grande porte como Photoshop. Disponível para iOS e Android, a ferramenta suporta até 30 tipos de arquivo RAW, além dos conhecidos formatos JPEG, PNG e GIF.

O Polarr teve início com uma versão de extensão ao Google Chrome, com acesso online. Recentemente, foi lançado o aplicativo. Na tela principal, é possível visualizar 36 filtros prontos para os usuários aplicarem nas imagens. Além disso, possui ajustes manuais, com opções de corte, cor, temperatura, tom, claridade, brilho e contraste. Uma função interessante é o histórico de alterações, que possibilita ao usuário ver o que foi feito no arquivo e reverter modificações indesejadas.

YouTube permite vídeos em 360°

A experiência de ver um vídeo no YouTube foi ampliada com a possibilidade de inserir projetos em 360° na plataforma. Os usuários podem assistir via computador ou smartphone e mover a imagem em vários ângulos. A novidade proporciona ao expectador a sensação de estar dentro da cena. O recurso é semelhante ao aplicado no Google Maps, no qual é possível navegar por destinos mundo afora.

Recentemente, a cantora Ivete Sangalo lançou um clipe para a música “O Farol” utilizando a tecnologia que permite aos fãs circularem pelo cenário e observarem diversas situações que acontecem durante a gravação. O canal World Surf League também disponibilizou um vídeo usando a técnica. Basta clicar na tela e arrastar o mouse para ver o surfista em vários ângulos. Confira:

Blog da Stampa está no ar!

Com dinamismo e interatividade, o novo canal de comunicação da Stampa já está disponível para servir como fonte de informação sobre tecnologia, mercado, design, fotografia, produção de conteúdo, além de novidades da empresa, como lançamentos de revistas e novas conquistas. O blog será atualizado pela equipe de jornalismo, com dicas imperdíveis dos colegas de design e atendimento.

Compartilhem e colaborem com sugestões para que este canal de comunicação fique cada vez melhor. Para contato: imprensa@stampacom.com.br, no Facebook, no Twitter ou no WhatsApp: (51) 8317.7000.