Redes sociais: comunicação direta com o cliente

A conexão digital une as pessoas, é livre de limites e de fronteiras e cresce o número de usuários todos os dias. Smartphones, tablets e computadores estão recheados de aplicativos de interação que geram diálogo e promovem consumo e troca de experiências. Nessa sequência estão as empresas com investimentos em estratégias de relacionamento online para alinhar a comunicação com o público consumidor e se fazer presente em todos os momentos e lugares. A pesquisa Social Media Trends, da Rock Content, deixou clara a intensidade da participação das organizações no meio web: de 1.730 empresas analisadas, 94,4% estão nas redes sociais e 62% declaram que as redes exercem um papel importante nos negócios.

O plano de marketing digital para redes sociais vai desde contatar diretamente o cliente até trabalhar a produção do conteúdo relevante. Isso funciona para despertar a atenção para a empresa ou produto. As estratégias de marketing digital são pensadas pela equipe Stampa para clientes, como LC Odontologia, Unimassey, Syndic, Revista Holder e Maga Cristal, com planejamento e foco diferenciado para garantir a assertividade de público.

A pesquisa da Rock Content demonstrou que em 56% das empresas que adotaram o marketing de conteúdo, geraram 2,6 vezes mais de visitas aos sites. É importante não vincular marketing de conteúdo com os clássicos “textões de facebook”, é além disso. Em textos informativos para blog ou em posts diretos para facebook, twitter e instagram, é possível ser relevante ao público, passar informação confiável e de qualidade, deixando de lado os exageros linguísticos, por exemplo.

A Unimassey, associação das concessionárias Massey Ferguson, valoriza o público por meio de compartilhamentos, interações e publicações bem direcionadas. A intenção não é gerar venda ou engajar pessoas que não fazem parte desse segmento, mas fortalecer o relacionamento com as pessoas das concessionárias valorizando o trabalho realizado por elas.

As possibilidades para criar conteúdo interessante são muitas, no entanto escolher o tom ideal para cada tipo de negócio é fundamental para o sucesso da comunicação na internet. Acesse a pesquisa completa aqui. Quer se tornar destaque no mundo da comunicação digital? Entre em contato com a Stampa para mais informações.

Anúncios

Revista corporativa: informação especializada para gerar leads

O marketing de conteúdo é, atualmente, a principal ferramenta de comunicação das empresas com seus clientes e leads. Muito mais do que apresentar a marca há a contribuição de informações relevantes e pertinentes ao mercado. E, em meio a tanta poluição sonora e visual as organizações estão, cada vez mais, selecionando os caminhos que o marketing deve seguir. Isso vem promovendo a troca do marketing tradicional pela produção de conteúdo especializado. Exatamente nesse ponto é que se inserem as revistas corporativas.

Em entrevista publicada no site institucional, Mario Persona, consultor, escritor e palestrante, destaca a importância do veículo de comunicação para as marcas: “empresas que compartilham conhecimento são respeitadas pelo público que é, de alguma forma, auxiliado pela informação que essas revistas transportam. O sentimento é o mesmo criado por pessoas que compartilham conhecimento”.

A revista corporativa, além de atrair leads e aproximar clientes de forma voluntária, também transmite quatro características ao público: que a empresa é séria, que tem conhecimento sobre o mercado em que está inserida, que se preocupa em levar informação relevante ao cliente e que não pensa somente em vender, mas sim em encantar, entreter e cativar.

Inbound marketing

As estratégias de inbound marketing (marketing de atração) estão ganhando muita força: as empresas estão apostando na conquista dos leads e na fidelização dos clientes, em vez de bombardeá-los com anúncios. As organizações não querem mais ser autoridade perante as pessoas, mas parceiros e, por que não, amigos? É o legítimo “alguém que você pode contar e confiar”. Nessa metodologia, o cliente procura a empresa que tem mais proximidade dele.

Mundo digital

A tecnologia evolui a passos largos e acompanhar essa constante mudança é uma tarefa árdua, mas pode ser recompensadora. Sabe-se que a publicação de conteúdo em redes sociais tem limites, segue diretrizes e depende de uma série de variáveis para conquistar de fato o público. Contudo, é possível transformar esse cenário. As revistas corporativas se tornaram também digitais, com formatos dinâmicos, encantadoras e de fácil distribuição. Os textos envolvendo vídeos, links, imagens, animações e muitos recursos digitais transformam-se em conteúdo multimídia, de fácil acesso e em potencial de conquista ilimitado. Publicada na internet e divulgada em arquivos de pequeno porte, que podem ser distribuídos via WhatsApp, Messenger e aplicativos, de forma rápida e sem necessidade de grande volume de dados, as revistas digitais também se tornam economicamente viáveis às empresas.

THA1.gif

“O Google recompensa os sites que produzem conteúdo de qualidade”, Neil Patel.

A comunicação se transformou com a imersão no digital e, agora, é possível estar onde o cliente está. Neil Patel, um dos maiores nomes do mundo do marketing online e um empreendedor de grande sucesso nos Estados Unidos, descreveu a importância do marketing digital e da produção de conteúdo em entrevista à redação do portal E-Commerce Brasil: “hoje em dia, o conteúdo não é apenas importante, é extremamente importante. É uma obrigação. Produzir conteúdo de qualidade é uma forma das empresas ou marcas demonstrarem para os clientes em potencial que eles sabem do que estão falando. É uma forma de estabelecer confiança e liderança. Além do grande benefício de se conectar com um leitor através de um artigo bem escrito, esse mesmo artigo pode ajudar a sua empresa/produto/serviço a aparecer no Google acima de sua competição”. Ele completa dizendo que marketing de conteúdo e SEO andam juntos. “Um conteúdo aprofundado, que agrega valor a um leitor e responde às suas perguntas é preferível aos olhos dos algoritmos de busca do Google. Há muito tempo, profissionais de marketing e SEOs simplesmente colocavam várias palavras-chave nos sites e apareciam rapidamente nos resultados de pesquisa. O Google aprendeu rápido e programou novas regras para seu algoritmo. Agora, o Google recompensa os sites que produzem conteúdo de qualidade”, conclui. (Leia a entrevista completa aqui)

Revista Holder: um case de sucesso da Stampa

Com conteúdo especializado, as empresas do Getúlio Vargas Prime Offices, em Porto Alegre, se apresentam aos clientes e aos leads por meio da Revista Holder. Esclarecendo dúvidas e abordando temas pertinentes, geram interesse e atraem a atenção do público que se propõe a ler e buscar mais informações com quem realmente entende do assunto.

A publicação distribui dois mil exemplares aos condomínios corporates em Porto Alegre (RS) e a diversos negócios locais. Ao contrário de um folheto que ficaria no hall do escritório, a Revista Holder conquista o leitor pelo glamour e pelos conteúdos sobre negócios e atividades empresariais, o que contribui com a divulgação das marcas contidas nas editorias e dos anunciantes. Ampliada para revista digital, você confere as publicações no site!

Habilidades importantes para o sucesso do social media

A equipe de redação da Stampa participa da Semana Acadêmica da Comunicação, na UFRGS, de 16 a 20 de outubro. O workshop de Mídias Sociais, por Amanda Takassiki, da Todo Mundo Precisa de um RP, ampliou o cenário do marketing digital.

Amanda destaca as principais habilidades para o profissional de mídia atuar no mercado da internet, entre as técnicas, estão:

  1. A importância do contexto: entender o contexto em que o conteúdo está inserido, o público e as possibilidades de interpretação que ele pode ter.
  2. Dados em insights e capacidade analítica: analisar as métricas para compreender qual é a melhor linguagem para o público de interesse e a forma de abordagem.
  3. Ter mente aberta, ser explorador e questionador: buscar sempre novas formas de comunicar, de maneira criativa e inteligente.
  4. Noção em programação (nem que seja básica): não precisa ser especialista, mas entender a importância das novas tecnologias e de que maneira elas atuam é fundamental para o trabalho com mídia social.
  5. Capacidade de envolver e engajar: a partir da análise e da aplicação correta das técnicas é possível ampliar o alcance do conteúdo, o que possibilita o contato mais próximo com o público.
  6. Tecnologia nunca é demais: compreender as novidades do mercado e buscar sempre maneiras de aplicar de forma inteligente no nicho de mercado.
  7. O valor da integração: integrar os canais, a partir do mesmo discurso em linguagens apropriadas para cada plataforma.

A profissionalização do setor, passando pelo aprendizado de técnicas, define a direção dos conteúdos publicados nas mídias, que tem uma linha muito tênue entre o descartável e o conteúdo de valor, ou seja, publicar o que realmente interessa ao público que se deseja estabelecer a comunicação.

Por que sua empresa precisa de um social media?

O texto poderia ter início explicando as funcionalidades de cada rede social, mostrando o público específico, as melhores formas de atingi-lo, entre outras dicas. Contudo, esses macetes já estão manjados e podem ser encontrados em diversos portais de notícias. O que nós vamos trazer aqui são motivos reais para a sua empresa ter suporte em social media.

1) O seu cliente está, de alguma forma, conectado. Seja por smartphone, televisor ou rede de pessoas próximas. O Facebook divulgou dados da sua presença online e, de acordo com essa análise, ele superou dois bilhões de usuários ativos mensais no mundo. De cada sete pessoas, duas possuem um perfil na rede. Isso significa que há uma distribuição dos acessos entre todos os tipos de públicos. Dificilmente o seu não está incluso nessa.

2) Estar presente em diversas plataformas facilita para que você seja encontrado. É preciso ser estratégico para atingir o público alvo e perceber quais são as principais formas pelas quais você é encontrado na internet. De repente, o seu público procura mais pelo nome da sua empresa no Instagram do que no Facebook. Ou no Twitter. Ou no Linkedin. Analise o perfil que você quer atingir. Se for um público mais conectado, experimente produzir conteúdo multiplataforma. Mas lembre-se: cada rede possui suas peculiaridades. Não vai adiantar nada replicar o conteúdo um milhão de vezes em plataformas diferentes. Produza material novo e adequado ao perfil da rede.

3) Você precisa de um social media. É muito difícil aliar duas funções, não é mesmo? Se você é engenheiro, não vai ter tempo ou disposição para criar conteúdos, editar imagens e produzir vídeos. Se for médico, idem. Para isso, existem os profissionais dedicados. Na Stampa, temos equipes de jornalistas e designers atentos às novidades do setor e prontos para criar o melhor conteúdo para a sua empresa.

4) Os clientes querem se sentir próximos do seu negócio. O processo de fidelização de um cliente é longo e árduo. Isso por que, geralmente, diversas empresas estão investindo na mesma conquista, buscando gerar consumidores fieis a todo o custo. Seja simples e tenha proximidade. Você pode se conectar ao público alvo pelas redes sociais, conversar com ele, fazer questões, responder as solicitações imediatamente e demonstrar que você está atento às necessidades dele. Todo o cliente se sente valorizado quando a empresa que o atende lhe dá a atenção merecida. Em vez de criar ouvidorias e disponibilizar telefones, interaja pelas redes sociais. Fácil, barato e muito mais rápido.

5) Os números não mentem. 2 bilhões de usuários mensais ativos no Facebook; 700 milhões de usuários no Instagram; 328 milhões de pessoas conectadas no Twitter; 500 milhões de perfis no Linkedin. Esses dados provam que você precisa estar em alguma das plataformas ou em todas elas. Seu cliente está lá, conecte-se a ele.

Por que sua empresa precisa ter identidade visual?

Pelo que você identifica uma empresa? Nome? Cor? Logotipo? Slogan?

A identidade visual bem definida é o ponto-chave para o reconhecimento de uma empresa. Isso porque contribui para que ela crie um vínculo com o público. A Adidas, por exemplo, é conhecida mundialmente pelas três listras. A Apple, pela maçã mordida.  A Motorola, pelo M. A Hyundai pelo H. As estratégias foram amplamente discutidas antes de chegar ao consumidor e, pelo que podemos perceber, são um sucesso.

Mas primeiro vamos definir o que é identidade visual. Ela é o conjunto de símbolos, cores, elementos, textos, imagens ou quaisquer formas que representem os valores e ideais de uma empresa. A identidade ajuda a passar credibilidade ao cliente, que visualiza a empresa como uma instituição séria e com um nome no mercado. Ter uma marca versátil, equilibrada e forte é essencial para criar envolvimento com o cliente. O objetivo final deve ser tornar sua empresa reconhecida, pela identidade visual, em qualquer lugar do mundo, vide cases da Coca Cola, da Nike ou da Samsung.

Dicas importantes sobre o tema:

  • Procure profissionais especializados para criar sua identidade. A Stampa possui uma equipe pronta para criar do zero a sua imagem no mercado.
  • Pense sua identidade visual baseada em cores, tipologias, elementos gráficos e imagens que realmente tenham ligação com o seu negócio.
  • Padronize toda a sua comunicação. Por exemplo, se sua marca são duas linhas vermelhas, insira-as em todos os materiais, sejam eles folders, cartões, posts etc.
  • Busque por cores que façam sentido com o que você quer vender. Por exemplo, se seu negócio é sobre saúde, busque por tons que representem vida e tranquilidade. Se for exercício, opte por elementos que passem a ideia de energia, força e vitalidade.
  • Não abuse de elementos gráficos. Sua marca deve ser versátil, não poluída. Menos é mais.
  • Busque se diferenciar no mercado. Se a Adidas utiliza três listras, invista em outro elemento. Uma boa pesquisa no Google pode ajudar a resolver isso.

Evolução de marcas consolidadas no mercado 

562207_248387565277098_2071359107_n

marca2

evologos-17

 

Facebook Ads: como vencer os leilões?

O publicitário e professor Fábio Prado, criador do projeto Face Ads Descomplicado, começou a palestra no 19º Encontro Locaweb, realizado em Porto Alegre (RS), com a seguinte afirmação: “99% dos anúncios feitos no Facebook são realizados por leilão.” Entendeu o que ele quis dizer? A gente explica.

Quando você cria um anúncio no Facebook, você seleciona todas as individualidades necessárias para atingir o público desejado: gênero, idade, local e interesses. Correto? Então,  o valor foi debitado e pronto, sua promoção está no ar. A partir disso, começa o trabalho dos algoritmos para direcionar o seu anúncio ao público selecionado.

5 dicas para um anúncio de sucesso no Facebook

O sistema utilizado pela plataforma tenta equilibrar duas coisas: criação de valor para os anunciantes e oferta de experiências relevantes e positivas para as pessoas. E a melhor maneira de fazer isso é com um leilão. Porém, o vencedor do leilão não será quem aplicar mais dinheiro e sim o anúncio que criar maior valor total, que é o resultado da soma de três fatores: lance do anunciante, qualidade e relevância do conteúdo e taxas estimadas de ação.

Os leilões do Facebook Ads acontecem bilhões de vezes ao dia e se o seu anúncio possui alta qualidade e relevância, certamente será um ganhador. Para aproveitar o máximo dos anúncios, maximize todos os fatores: dê um lance com valor máximo, ofereça informações atrativas e direcione-os para o público certo. Assim, você terá mais chance de ter sucesso no Facebook Ads!