Marketing 3.0: valores para conquistar o cliente

A comunicação evoluiu e o modo de interagir com o consumidor também. As ações de marketing precisam levar em conta muito mais o diálogo com o cliente do que apenas empurrar um produto ou serviço para ele. O convencimento de que é a melhor escolha é essencial para a fidelização. Para tornar a marca uma referência, não basta mais vender os melhores produtos. É preciso, também, investir no relacionamento.

1.0 Marketing do produto

O marketing do produto, ou marketing 1.0, tem por objetivo produzir e massificar. Não há interesse na interação do cliente com a marca, sendo a comunicação de uma via só. As principais propostas das empresas são produzir produtos funcionais e colocá-los à venda, o que demanda do cliente a adaptação dele à empresa e não o contrário. Henry Ford representou bem a época quando disse “o cliente pode ter o carro na cor que quiser, contanto que seja preto”.

2.0 Marketing do consumidor

A próxima fase da comunicação é do marketing 2.0, focado nos interesses do consumidor final. O principal objetivo é reter e satisfazer os clientes, tornando o relacionamento de um-para-um. As empresas passam a se preocupar mais com os interesses do cliente, pois com o avanço da tecnologia ele está exposto a diversas alternativas. A partir desse momento, as linhas começam a se segmentar para atender aos públicos, o que possibilita ao cliente escolher exatamente qual carro, cor e modelo ele deseja. O conceito anterior de Ford ficou ultrapassado.

3.0 Marketing de valor

O momento 3.0 do marketing vem com a ideia de guiar as campanhas por valores e não por produtos ou somente pelo interesse dos consumidores. O principal objetivo é tornar o mundo um lugar melhor de se viver. O cliente é mais do que um simples comprador, ele possui preocupações e aspira por condições melhores de vida. A sustentabilidade é um conceito muito presente, e o consumismo deixa de ser dominante. Nesse momento, a ideia, o conceito e as intenções da empresa agregam valores ao produto.

Anúncios