Redes sociais: comunicação direta com o cliente

A conexão digital une as pessoas, é livre de limites e de fronteiras e cresce o número de usuários todos os dias. Smartphones, tablets e computadores estão recheados de aplicativos de interação que geram diálogo e promovem consumo e troca de experiências. Nessa sequência estão as empresas com investimentos em estratégias de relacionamento online para alinhar a comunicação com o público consumidor e se fazer presente em todos os momentos e lugares. A pesquisa Social Media Trends, da Rock Content, deixou clara a intensidade da participação das organizações no meio web: de 1.730 empresas analisadas, 94,4% estão nas redes sociais e 62% declaram que as redes exercem um papel importante nos negócios.

O plano de marketing digital para redes sociais vai desde contatar diretamente o cliente até trabalhar a produção do conteúdo relevante. Isso funciona para despertar a atenção para a empresa ou produto. As estratégias de marketing digital são pensadas pela equipe Stampa para clientes, como LC Odontologia, Unimassey, Syndic, Revista Holder e Maga Cristal, com planejamento e foco diferenciado para garantir a assertividade de público.

A pesquisa da Rock Content demonstrou que em 56% das empresas que adotaram o marketing de conteúdo, geraram 2,6 vezes mais de visitas aos sites. É importante não vincular marketing de conteúdo com os clássicos “textões de facebook”, é além disso. Em textos informativos para blog ou em posts diretos para facebook, twitter e instagram, é possível ser relevante ao público, passar informação confiável e de qualidade, deixando de lado os exageros linguísticos, por exemplo.

A Unimassey, associação das concessionárias Massey Ferguson, valoriza o público por meio de compartilhamentos, interações e publicações bem direcionadas. A intenção não é gerar venda ou engajar pessoas que não fazem parte desse segmento, mas fortalecer o relacionamento com as pessoas das concessionárias valorizando o trabalho realizado por elas.

As possibilidades para criar conteúdo interessante são muitas, no entanto escolher o tom ideal para cada tipo de negócio é fundamental para o sucesso da comunicação na internet. Acesse a pesquisa completa aqui. Quer se tornar destaque no mundo da comunicação digital? Entre em contato com a Stampa para mais informações.

Anúncios

Mundo digital: comunicação para smartphone

O uso de smartphones se popularizou e hoje é quase impossível não utilizar os dispositivos para se comunicar, se informar e compartilhar conhecimento. De acordo com a 29ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, divulgada pela Fundação Getúlio Vargas, o Brasil conta hoje com 220 milhões de celulares em funcionamento, o que reforça a necessidade de as empresas ajustarem a comunicação para falar com o público conectado.

O estudo The Global Mobile Report, realizado pela comScore, mostra que o mobile já ocupa 73% do tempo online do brasileiro, isso é reflexo da utilização dos dispositivos para as tarefas do cotidiano. São informações preciosas para as empresas promoverem campanhas com estratégias de comunicação focadas para o público que abre mão de outros canais em troca da praticidade dos aparelhos móveis.

Para acompanhar a modernização, as possibilidades de oferecimento de informação se diversificaram e se expandiram para o marketing de conteúdo. Uma expansão que também possui limites, os chamados algoritmos – que permitem ao público selecionar o que é relevante para ele, isso fez com que os planos de branded content se tornassem essenciais ao planejamento da comunicação, seja em estratégias de redes sociais ou em publicação de conteúdo em sites e blogs.

Na Stampa é percebido o aumento do investimento no marketing de conteúdo, clientes como AGCO, Syndic, LC Odontologia, Unimassey e Maga Cristal utilizam campanhas com estratégias digitais para se aproximar do público conectado. Revistas digitais, como a Campo Aberto e a Valtra & Você, com conteúdos exclusivos em vídeos, áudios, matérias, galeria de imagens e outras informações pontuais são publicadas, pela Stampa, para o cliente AGCO, que inova também na parte técnica, catálogos e folhetos receberam versões digitais para mobile. A evolução é constante para acompanhar um público dinâmico e que anseia por inovações.

“O melhor marketing não parece realmente marketing”, diz Seth Godin, autor de livros sobre negócios e fundador de uma das primeiras empresas de marketing online do mundo. A frase, enfatiza a necessidade de gerar interesse no público, muito mais do que vender é oferecer experiência, conhecimento e necessidades que melhoram o cotidiano das pessoas.

Revista corporativa: informação especializada para gerar leads

O marketing de conteúdo é, atualmente, a principal ferramenta de comunicação das empresas com seus clientes e leads. Muito mais do que apresentar a marca há a contribuição de informações relevantes e pertinentes ao mercado. E, em meio a tanta poluição sonora e visual as organizações estão, cada vez mais, selecionando os caminhos que o marketing deve seguir. Isso vem promovendo a troca do marketing tradicional pela produção de conteúdo especializado. Exatamente nesse ponto é que se inserem as revistas corporativas.

Em entrevista publicada no site institucional, Mario Persona, consultor, escritor e palestrante, destaca a importância do veículo de comunicação para as marcas: “empresas que compartilham conhecimento são respeitadas pelo público que é, de alguma forma, auxiliado pela informação que essas revistas transportam. O sentimento é o mesmo criado por pessoas que compartilham conhecimento”.

A revista corporativa, além de atrair leads e aproximar clientes de forma voluntária, também transmite quatro características ao público: que a empresa é séria, que tem conhecimento sobre o mercado em que está inserida, que se preocupa em levar informação relevante ao cliente e que não pensa somente em vender, mas sim em encantar, entreter e cativar.

Inbound marketing

As estratégias de inbound marketing (marketing de atração) estão ganhando muita força: as empresas estão apostando na conquista dos leads e na fidelização dos clientes, em vez de bombardeá-los com anúncios. As organizações não querem mais ser autoridade perante as pessoas, mas parceiros e, por que não, amigos? É o legítimo “alguém que você pode contar e confiar”. Nessa metodologia, o cliente procura a empresa que tem mais proximidade dele.

Mundo digital

A tecnologia evolui a passos largos e acompanhar essa constante mudança é uma tarefa árdua, mas pode ser recompensadora. Sabe-se que a publicação de conteúdo em redes sociais tem limites, segue diretrizes e depende de uma série de variáveis para conquistar de fato o público. Contudo, é possível transformar esse cenário. As revistas corporativas se tornaram também digitais, com formatos dinâmicos, encantadoras e de fácil distribuição. Os textos envolvendo vídeos, links, imagens, animações e muitos recursos digitais transformam-se em conteúdo multimídia, de fácil acesso e em potencial de conquista ilimitado. Publicada na internet e divulgada em arquivos de pequeno porte, que podem ser distribuídos via WhatsApp, Messenger e aplicativos, de forma rápida e sem necessidade de grande volume de dados, as revistas digitais também se tornam economicamente viáveis às empresas.

THA1.gif

“O Google recompensa os sites que produzem conteúdo de qualidade”, Neil Patel.

A comunicação se transformou com a imersão no digital e, agora, é possível estar onde o cliente está. Neil Patel, um dos maiores nomes do mundo do marketing online e um empreendedor de grande sucesso nos Estados Unidos, descreveu a importância do marketing digital e da produção de conteúdo em entrevista à redação do portal E-Commerce Brasil: “hoje em dia, o conteúdo não é apenas importante, é extremamente importante. É uma obrigação. Produzir conteúdo de qualidade é uma forma das empresas ou marcas demonstrarem para os clientes em potencial que eles sabem do que estão falando. É uma forma de estabelecer confiança e liderança. Além do grande benefício de se conectar com um leitor através de um artigo bem escrito, esse mesmo artigo pode ajudar a sua empresa/produto/serviço a aparecer no Google acima de sua competição”. Ele completa dizendo que marketing de conteúdo e SEO andam juntos. “Um conteúdo aprofundado, que agrega valor a um leitor e responde às suas perguntas é preferível aos olhos dos algoritmos de busca do Google. Há muito tempo, profissionais de marketing e SEOs simplesmente colocavam várias palavras-chave nos sites e apareciam rapidamente nos resultados de pesquisa. O Google aprendeu rápido e programou novas regras para seu algoritmo. Agora, o Google recompensa os sites que produzem conteúdo de qualidade”, conclui. (Leia a entrevista completa aqui)

Revista Holder: um case de sucesso da Stampa

Com conteúdo especializado, as empresas do Getúlio Vargas Prime Offices, em Porto Alegre, se apresentam aos clientes e aos leads por meio da Revista Holder. Esclarecendo dúvidas e abordando temas pertinentes, geram interesse e atraem a atenção do público que se propõe a ler e buscar mais informações com quem realmente entende do assunto.

A publicação distribui dois mil exemplares aos condomínios corporates em Porto Alegre (RS) e a diversos negócios locais. Ao contrário de um folheto que ficaria no hall do escritório, a Revista Holder conquista o leitor pelo glamour e pelos conteúdos sobre negócios e atividades empresariais, o que contribui com a divulgação das marcas contidas nas editorias e dos anunciantes. Ampliada para revista digital, você confere as publicações no site!

A importância dos sites institucionais

Embora as redes sociais tenham criado um novo ambiente de divulgação dos negócios, o site institucional continua sendo a porta de entrada das empresas na internet. É lá que os empreendedores têm espaço para divulgar os serviços, os objetivos profissionais e demonstrar seus conhecimentos sobre o setor em que atuam. Um site bem estruturado, otimizado, responsivo e, acima de tudo, útil certamente traz mais credibilidade à organização.

O site institucional não é somente um canal publicitário, mas uma ferramenta de conexão com os clientes. Ele é o rosto do seu negócio e representa sua marca no meio virtual, facilitando o convencimento do cliente pelo seu produto ou serviço.

É preciso ter em mente quatro coisas na hora de planejar a criação de um site: clareza, sinceridade, facilidade de acesso e precisão. É fundamental ser claro nas informações e trabalhar com a maior honestidade possível, sem enganar o cliente. No site, devem constar todos os serviços ofertados pela empresa, para que o consumidor saiba exatamente com quem está falando. Ser responsivo é obrigação atualmente, pois a maioria dos usuários da rede acessa por smartphones e tablets. Sites pesados, cheios de objetos ou imagens que poluem a tela acabam sendo preteridos.

PS: Não adianta investir em aplicativos se estes também forem pesados. Os usuários possuem cada vez menos espaço nos dispositivos para armazenar dados devido ao volume de informações ofertadas pelo mercado. Aliás, o Brasil é líder no ranking dos países que mais desinstalam aplicativos. Leia mais aqui.

O layout precisa ser simples, o que não significa simplório. Ele deve representar o seu negócio, seja na aplicação de cores, fontes ou até mesmo de animações. A Stampa conta com designers que certamente trabalharão o melhor da sua empresa no site institucional, valorizando o negócio sem perder a essência.

Já os textos devem ser sucintos e precisos, já que é comprovado que os brasileiros têm um índice de interesse baixo pela leitura, tendo como média apenas 5 livros lidos por ano. (Você pode ler mais sobre isso aqui). Portanto, é preciso ser breve e direto. Sem rodeios. Dessa forma, conquistará o leitor, fidelizando-o.

Dicas simples: a primeira e mais importante é procurar por profissionais para criar um site para a sua empresa, a fim de que não haja perda de tempo nem dinheiro. A segunda é ser o mais sincero possível sobre o seu negócio. E a terceira é investir na otimização da página, para que seja responsiva, leve, de fácil leitura e acesso.

Ficou interessado em colocar a sua marca na internet? Entre em contato com a Stampa e converse com a equipe sobre como impulsionar a sua imagem na web.

Catálogos técnicos: ferramentas de divulgação da empresa

Os catálogos técnicos são a porta de entrada da empresa para consumidores que estão em busca de produtos e serviços. Essas publicações reúnem informações importantes sobre tecnologias, benefícios e usos e podem ser a peça-chave na comunicação com os stakeholders.

No catálogo, a empresa pode fazer a descrição detalhada do que oferece, apresentando, inclusive, todos os diferenciais, vantagens e dicas e, importante considerar que a compilação organizada das informações deve ser utilizada para o conhecimento interno. Alinhar a comunicação com os funcionários sobre o que a empresa produz é fundamental para eles realizarem melhor o trabalho.

A produção adequada de um catálogo transmite a mensagem aos clientes de profissionalismo e organização. Empresas com escopo de trabalho bem definido devem apostar nesse meio para divulgar seus produtos e serviços. A Stampa tem uma ampla expertise na produção de catálogos técnicos e indica alguns passos que devem ser seguidos para a correta produção de um catálogo, para começar descreva:

1) O que faz a sua empresa.

2) O que faz o produto ou serviço.

3) O perfil do cliente.

4) Detalhe do conteúdo (especificação técnica, usos, tecnologias, diferenciais do produto e em relação à concorrência)

5) Organize fotos, imagens, desenhos e outras informações úteis à definição do catálogo.

6) Defina qual é o valor do seu investimento.

É muita informação? Chame a equipe da Stampa para ajudar na definição das informações e criação do catálogo. Confira alguns exemplares aqui e aqui.

5 dicas para fazer um anúncio de sucesso no Facebook

A rede social de Mark Zuckerberg se mantém no topo quando o assunto é plataforma de relacionamento. Isso acontece porque, se aplicadas técnicas estratégicas na criação do conteúdo, gera uma alta taxa de conversão.

Para ajudar a pensar na publicidade da sua marca, separamos cinco dicas para investir em um anúncio no Facebook e obter o melhor resultado possível.

  • A imagem não pode conter mais do que 20% de pixels dedicados ao texto. Para se certificar disso, utilize a ferramenta de grade do Facebook.
  • Simplifique o conteúdo, pois os usuários não estão dispostos a perder muito tempo tentando entender a mensagem que você quis passar.
  • Seja direto e mostre logo as vantagens que o consumidor terá ao adquirir o seu produto. Se interessar, ele irá procurar mais informações na página, no site ou diretamente na empresa.
  • Selecione o público que deseja atingir, pois ao segmentar é possível ser mais assertivo e gerar mais conversões.
  • Verifique se o link para o qual o anúncio está sendo direcionado está ativo. Nada adianta investir dinheiro em publicidade se não é possível atender aos leads.

2014-06-25_1722

Landing pages: como fazer o cliente chegar até onde você quer

Anúncios em redes sociais ou em buscadores devem direcionar os clientes para locais definidos pela empresa. As páginas de destino, cadastradas para receber os consumidores quando eles clicam nas propagandas, são chamadas de landing pages. Elas são específicas para determinado produto ou serviço e possuem alta taxa de conversão.

O objetivo das landing pages é conquistar o cliente que não está disposto a perder tempo com pesquisas dentro do site. Ele será direcionado exatamente para onde o anúncio indica. Para criar uma página de sucesso é preciso observar um ponto-chave: simplicidade. O layout agradável, clean e com linguagem clara irá facilitar o processo de compra ou contato com a empresa.

Em entrevista para a revista W, Marcelo Cruz, consultor da WSI Consultoria, afirma que é fundamental entregar a informação mastigada para não dar ao cliente o benefício da dúvida. Diante do imediatismo atual, as empresas possuem pouquíssimo tempo para conquistar o consumidor, pois há uma gama de possibilidades a apenas um clique. A compra ou contato com a empresa precisam ser fáceis, sem rodeios.

Confira alguns dados da pesquisa* realizada pela Infobase, uma das 50 maiores integradoras de tecnologia da informação do Brasil, para criar uma landing page:

  • 92% das landing pages utilizam informações sobre a empresa no centro superior.
  • 86% mantêm um texto com dados sobre o produto no centro, mais à esquerda.
  • 58% apresentam imagens das equipes e sedes.
  • 59% disponibilizam telefone.
  • 46% mantêm seus formulários sob os botões de call to action.
  • 38% contam com call to action na parte superior direita.
  • 12% compõem a parte inferior da página com premiações e certificados.
  • 19% revelam depoimentos.
  • 25% têm palavras-chaves nas URLs.
  • 85% utilizam os nomes das empresas nas URLs.

*extraída da revista W.

Exemplos de landing pages:

Este slideshow necessita de JavaScript.

4 ferramentas para criar sua landing page:

  • Lead Pages: a ferramenta permite a criação e edição sem o uso de programação. Possui diversos templates e layout adaptável para mobile. Investimento: Standard: US$ 25/mês; Pro: US$ 49/mês; e Advanced: US$ 199/mês.
  • Hubspot: possui, além da plataforma de criação, um sistema que pode ser integrado à estratégia de conteúdo da marca. Além disso, disponibiliza material educativo sobre conteúdo digital. Investimento: Basic: US$ 200/mês; Pro: US$ 800/mês; e Enterprise: US$ 2,400/mês.
  • Unbounce: oferece uma grande variedade de templates e a funcionalidade de testes A/B para medir a conversão das páginas. É um dos serviços mais usados no mundo. Investimento: Starter: US$ 49/mês; Pro 99: US$ 99/mês; Pro 199: US$ 199/mês; e Pro 499+: US$ 499/mês.
  • OptimizePress: a assinatura envolve uma variedade de ferramentas para o site WordPress. É possível criar blogs, webnars e relatórios. Investimento: depende do componente escolhido.

20 termos mais usados no marketing

O marketing está ligado diretamente ao sucesso dos negócios, pois traça caminhos para conquistar clientes e trabalha a marca da empresa perante o mercado.

Dentro da área, são muitas as expressões utilizadas para identificar processos e ações. Os profissionais que atuam no setor já estão acostumados com os diversos termos utilizados, mas e os demais comunicadores?

Para ajudar os colegas jornalistas, publicitários e relações-públicas nessa jornada, vamos esclarecer algumas expressões comumente utilizadas no marketing.

  • AIDA (Attention/Awareness, Interest, Desire, Action) – São quatro passos do consumidor até a finalização da compra. A expressão é o resumo de cada um deles: atenção/consciência, interesse, desejo e ação.
  • B2B (Business to Business) – Empresas que vendem produtos para empresas.
  • B2C (Business to Consumer) – Empresas que vendem produtos para clientes.
  • BANT (Budget, Authority, Need, Timeline) – Critérios utilizados pelo representante de vendas para classificar seus clientes. São eles: orçamento, autoridade, necessidade e linha do tempo – prazo para implantação.
  • BR (Bounce Rate) – Taxa de rejeição relativa a website ou e-mail.
  • CR (Conversion Rate) – Porcentagem de pessoas que completaram a ação desejada.
  • SEO (Search Engine Optimization) – Técnicas para ajudar o site a alcançar melhor classificação nas pesquisas orgânicas dos sites de busca.
  • Benchmarking – estudo da concorrência e do mercado para a incorporação de práticas ou aperfeiçoamento dos métodos já utilizados.
  • Branding – conjunto de ações estratégicas para posicionamento e percepção do valor da marca perante os consumidores.
  • CRM (Customer Relationship Management) – conjunto de programas e ferramentas que permitem acompanhar as ações que fez com cada um dos clientes e potenciais consumidores.
  • FEE – valor fixo mensal estabelecido pelo fornecimento de pacote de serviços.
  • Market Share – grau de participação de uma marca dentro de um mercado específico em termos de vendas.
  • ROI (Return on Investment) – relação entre dinheiro ganho/perdido e o que foi investido nas ações.
  • Target – público alvo.
  • Funil de vendas – pirâmide invertida que mostra os diferentes estágios em que os clientes podem se encontrar durante o processo de aquisição.
  • Inbound Marketing – estratégias de criação de conteúdo relevante e de relacionamento.
  • Landing Page – página criada com propósito específico dentro de um site.
  • Prospect – cliente em potencial.
  • Lead – pessoa que indicou interesse pela empresa, deixando suas informações disponíveis.
  • KPI (Key Performance Indicator) – usado para medir o andamento das ações com base nas metas estabelecidas.